terça-feira, novembro 18


PRIDE





Andei para aqui a bisbilhotar com saudosismo revolucionário… 
Deparei-me com um último post "conta-me como foi". 
Fiquei um pouco mais "saudosista". O "revolucionário" saiu-me quando li os comentários e constatei quantos tinham sido apagados por administradores e quantos minoravam o facto de se ser minoria, neste caso, lésbica. 
Vou fazer o que não se deve e transcrever as palavras de quem não devia ser repetido:

"Concordo. Acabem lá com isso. Blogs gays para quê? O que interessa a orientação sexual num blogue? E afinal não têm tido nada de novo para dizer! 
Não recriem os ghetos que tanto quiseram abolir, e mt bem."

Nem a propósito, tenho bem fresco o filme "Orgulho". Chorei a rir… Chorei a chorar!
Tive saudades de quando arregaçava as mangas e fazia eu o trabalho. Já não tenho tempo, já não tenho vida e tristemente, nem paciência…

É preciso ter coragem de não ter vergonha mas principalmente, é preciso ser inteligente para não nos esquecermos de que algumas das nossas vidas ainda não são "iguais". 

É preciso não esquecer de que quem criou os guetos não foram os seus refugiados. 



1 comentário:

Michelle de Mattos França disse...

Exmo(a). Sr(a),

Eu, Psicóloga e estudante do Mestrado em Psicologia Clínica no Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida (ISPA), venho por este meio solicitar a sua participação e apoio na divulgação de um estudo sobre a Satisfação com as Relações de Compromisso em Portugal.

O objetivo deste estudo é compreender o impacto que os diferentes tipos de acordos relacionais têm na satisfação com a relação de compromisso.

Nós estamos neste momento no fim da recolha da amostra para este estudo. Porém, a subamostra que está menos representada é aquela composta por pessoas não-heterossexuais que estão comprometidas a uma relação de compromisso. Tendo como objetivo aumentar a representação desta subamostra, contamos com a sua ajuda para divulgar o nosso estudo de uma forma mais próxima e direta. Se puder ajudar-nos, isto trará uma grande mais-valia para a representação da subamostra de não-heterossexuais neste estudo.

O presente questionário destina-se a mulheres e homens com 18 anos de idade ou mais, que estão neste momento comprometidos a uma relação de compromisso.

A participação é totalmente anónima e confidencial e não serão recolhidos quaisquer dados identificativos dos participantes.

O questionário está disponível em: http://bit.ly/20528YN

Michelle França, investigadora responsável
E-mail: michelledemattos@hotmail.com
ISPA – Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Rua Jardim do Tabaco, n.º 34, 1149-041 Lisboa.

Agradeço desde já pela sua atenção.

Com os melhores cumprimentos,

Michelle.