A explicação

quarta-feira, junho 21

O blog pretende retratar a minha face invisível, que compõe uma pequena parte da minha vida, que, no entanto, não deixa de ser significativa. Esta face da minha vida é composta pelo meu mundo afectivo (o que diz respeito à minha vida amorosa) e consequentemente à minha vida sexual!

Mas ultimamente, parece que tudo, ou quase tudo vai desembocar aí. Àquilo que devia ser apenas uma parte da minha vida, ou seja, até à bem pouco tempo conseguia manter a minha vida perfeitamente separada, por um lado, os meus amores, as minhas paixões, a minha sexualidade, por outro, a minha ideologia politica, os meus gostos por literatura, música, amigos, bares, discotecas, ginásio, a minha área académica, o meu trabalho!!!

De há uns tempos a esta parte, comecei a sentir uma imperiosa necessidade de “sair do armário”, a força da mesma é tão grande, quanto a imperiosa necessidade que eu tinha de “permanecer no armário”, de manter a minha vida separada…

Assim, ultimamente tenho-me confessado a amigos e familiares, nada estudado, nada de discursos feitos ou timing’s estudados, mas sempre que me perguntam pela minha vida amorosa, eu dou uma gargalhada (nervosa) e digo, “tenho uma coisa para te contar”. As reacções, tal como eu esperava foram sempre muito boas, verdade seja dita que nunca pensei sequer que poderiam ser más, eu sempre soube que todos a quem contei, que a reacção seria de surpresa, mas recebida com agrado. Por isso, a necessidade imperiosa de não “sair do armário”, não era por medo das reacções alheias, custa-me dizê-lo, mas lá terá de ser, era homofobia pura (espero retomar este assunto mais à frente no blog)!!!

Bem, todo este processo tem-se desenrolado nos últimos dois anos, pergunto-me se será uma consequência da terceira década de vida???

Depois desta pequena introdução, fica clarificada a intenção do blog, é mais uma etapa na minha “fugida do armário”!!!

2 comentários:

LiveNotJustSurvive disse...

Tenho o privilégio de inaugurar os comentários do seu blog. Apesar da minha postura (conhecida por vossa excelência) relativamente aos blogs,devo dizer-lhe que, fiquei absorvida pelas suas palavras.Tendo acesso ao seu mundo,ao seu interior,sinto-me um bocadinho mais perto de si.
Os armários são para rebentar,com a força brutal que vamos adquirindo,toda a nossa vivência,experiência,permite-nos uma melhor e cada vez mais natural aceitação da nossa condição humana,quando digo condição humana,refiro-me a todos os "ismos".
É bom saber quem somos,é bom sermos quem somos,sem medos,nem receios.É bom sentirmo-nos bem.É bom ler o seu blog,melhor ainda,é conhece-la.

carpe vitam! disse...

Bem, vai ser uma viagem interessante, tenho a certeza...