1º Beijo (o Beijo)

terça-feira, setembro 5

No dia seguinte ela convida-me para ir a casa dela. Lá fui eu com o coração nas mãos. Repetindo baixinho o mantra “eu consigo, eu consigo, eu consigo!”.

Sentei-me no chão (que cliché), ela no sofá. Conversamos durante muito tempo, sem nunca tocar no assunto, até que inevitavelmente o assunto surgiu. Fomos falando do toque, da ternura, do sentir do momento, até que quando dei por ela, já ela estava no chão à minha frente.

Daí ao beijo foi um instante. Não foi roubado. Foi suave, daqueles quase em câmara lenta. Ela iniciou-o e terminou-o, eu limitei-me a seguir a passada e a deixar-me sentir o meu primeiro beijo.

(Que romântico, que lindo, aplausos!!! Pois, mas como devem calcular ainda não terminou a festa…)

Estava eu a recuperar do meu 1º beijo, da sensação quente e doce, mal tinha aberto os olhos para olhar aquela (até se me falta o adjectivo) beleza atordoante! Quando a oiço a comentar o beijo.

(Pelo amor de alguém!!! Como é que é possível? O que lhe passou pela cabeça, para comentar o meu beijo? Que raio! Está uma miúda (yes I was a kid) atordoada, insegura, sem saber o que fazer a seguir, e a Sr.ª comenta-me o beijo? Qual Marcelo Rebelo de Sousa? Só faltou dar-lhe uma nota!)

Corei violentamente, fiquei sem saber o que fazer, tudo em mim se embrulhou… Calor, tanto calor que eu senti… (Agora reparem no estilo, é só classe! O que vale é que a adolescência é uma doença que melhora com o tempo!)

Eu – Acho que preciso de pensar!
Ela (confusa) – Precisas de pensar?!
Eu – Sim, e aqui não consigo.
Ela – (…)
Eu – Vou sair, preciso de ar, preciso de pensar.
Ela – E para onde vais pensar?
Eu – Para o café, aqui em frente, já volto. Desculpa-me, mas preciso de sair!

Saio pela porta, com aquele comentário a ressoar-me na cabeça… Saio sem saber porque saía (hoje sei “mariquinhas, pé de salsa”)! Chego ao café, peço uma água. De onde vinha tanto calor, que calor, que tempestade interior: “Será que ela gostou? Será que correu bem? Será que me volta a beijar? Porque raio saí eu? Estúpida, estúpida, besta! Mas o que raio quer dizer «que macia»? Nada apropriado a um beijo… Um beijo na televisão é quente, ou arrebatador, ou terno… Agora macio??? Macio??? Macia??? O que é isso? Como se aplica a um beijo?!”

Levanto a cabeça olho para a frente, ela está a sorrir (que ar de gozo que ela trazia, gozo do bom, do feliz). Que linda meu Deus, que beleza atordoante… Senta-se, não pára de sorrir, o meu ar de desespero devia ser por demais evidente. Ela não fala, limita-se a sorrir, e nisto sinto o seu pé a subir-me pelas pernas, na base das calças!

Eu – Estás doida? Olha as pessoas!
Ela – Ninguém vê…
Eu – Tu estás a matar-me, sabes disso não sabes? Eu vou ficar a bater mal por muito tempo.
Ela – Anda, vem comigo, se é para te matar ao menos deixa-me fazê-lo como deve ser! (Não se atrevam a pensar nisso! Não foi isso que aconteceu, isso é outra história, não para blog)

Haja mulheres assim. Beijos macios. E mortes lentas, desejadas e que nos fazem tocar, por momentos, o céu!

Perdi a inocência, mas em compensação já sei beijar e nunca mais fugi do que quero!

19 comentários:

Miss Shirley B. disse...

HAAAAAAAAAA...Desculpem, não consigo parar de gritar! Vou ali coser os lábios e já volto. Gritar desta maneira faz muito mal ás cordas vocais.
Somebody just slap me...please.

AR disse...

Miss Shirley:
Be careful what you wish for darling, you just might get it… :p

suzycreamcheese disse...

quase somos companheiras de língua (sou brasileira) adorei seu blog...quase me apaixonei...mesmo em outras linguas esses sentimentos sao faceis de se entender...
abraços

unrealbutreal disse...

ai amei o blog!
tás adissima ja! :)

*****

Alguem disse...

Percebo porque ela comentou serem macios :) Beijar um homem ou uma mulher é tão diferente.

Sou casada pela segunda vez, tenho filhos e pela primeira vez apaixonei-me por uma mulher.

Aliás, ando tão baralhada que nem sei o que fazer ao meu marido. Fujo dele, para ser mais precisa.

Não me vou identicar porque ele costuma ler o meu blog. Não faço ideia se segue os links...

A ler-te consigo entender (quase) os dois lados. Ou nenhum.

**

Soul disse...

quase fiquei inspirada para conseguir beijar pela 1a vez uma miuda por quem me apaixonei. é que eu julgava ser hetero mas de ha 6 meses a esta parte ando baralhada, e só penso nisso mesmo... beijá-la!
gosto de te ler!!

Susana disse...

Olá!
Li seu blog pela primeira vez e adorei!
Que história, hein! Imagino o quanto deve ter ficado nervosa...

AR disse...

Suzycreamcheese:
Obrigada pela visita! :)

Goncalomrsilva:
Gracias, babei!

Alguém:
Não há links, não há motivo de preocupação. Agradeço o esclarecimento, ela posteriormente tembém mo exlicou assim... Sorte para ti, sei a confusão que deves estar a sentir... Mas como diz uma amiga minha "o amor tudo justifica"! Qualquer coisa "drop a mail" ler-te-emos com o mesmo carinho que nos lês!

Soul:
Tenho pena de não ter-te inspirado tudo, e ficar pelo quase... Mas conseguires o quase, estou contigo nesse périplo, torcendo...

AR disse...

Susana:
Obrigada, por todos nós! O nervoso depois passa, é o que nos vale... :p

Acid Pig disse...

A adolescência era tão... experimental!!! :)

estreladonorte disse...

Hum... Excelentissimamente narrado... Ao teu nivel. Estás perdoada por mais uma vez teres adiado a Sra Z. «Mortes lentas, desejadas...» Mortes... porquê? Há que perceber. «É preciso ser trigo e depois ser restolho» (MVeiga). Não sendo um verso muito sublime, é um verso grande como o mundo.

outroseoutros disse...

Que texto maravilhoso, palavras tão belas me tocaram. Adorei. Confesso. Sempre que possível, passarei por aqui para ler-te.
Beijinhos
Caracteres

SweetCat disse...

Ufa….. confesso que ainda há pouco me deu uma tontura!! Fui à procura no google de algo (“simples ou com gelo”) pelos caminhos errados e fui parar a um blog, no mínimo assustador. Caramba!! Pensei cá para mim…- xiça, que tipa mais maluca esta “grrrrrrr” ai ai… mas pronto acreditei piamente que aquele blog era pura alucinação!!! e continuei a pesquisar…

…... Não é que consegui dar contigo!!

ESPECTACULAR (adorei o teu cantinho!)

Faz muito tempo que não lia um blog tão bom! Parabéns para ti, e a todos os que colaboram contigo, está formidável.

ps: Desculpem a invasão, mas vou cá voltar mais vezes ;o)

Sweets “for u all”

Guida disse...

Ganhaste uma nova leitora.K maravilha de escrita, muito bem disposta.Parabéns a ti e aos teus companheiros de escrita.K este vosso blog tenha muitos anos de vida e k continue a fazer-me rir.

E um beijo é sempre maravilhoso.Mesmo kuando se diz k nunca se deu um o instinto fala mais alto.Eu falo por mim.É um momento mágico.

ABAixo o preconceito viva toda a espécie de AMOR.

Jokas grandes da Guida vossa fã.
Deixo o meu Messenger:elsa_palha@hotmail.com e o meu mail elsapalha@gmail.com para possívies contactos quiçá.

Guida disse...

Vivam as mulheres de signo peixe e leão já agora.Eu sou peixinho é tão bom.Coração mole:-)

AR disse...

acid pig:
Experimental e passageira (ufa)!

caracteres:
Obrigada pela simpatia, e cá estaremos à tua espera ;)

sweetcat:
Tenho de ir investigar essa alucinação :p. Folgo em ver que deste com o caminho... Gracias pelos elogios! Todas as invasões aqui recomendam-se...

Guida:
Obrigada pela simpatia... E viva a todas as mulheres (que se lixe os signos...) :p

AR disse...

Estreladonorte:
Gracias pelo elogio e pelo perdão... Morte de sentido Freudiano, aniquilação para o renascimento (invertendo o verso da MV, sem lhe retirar a grandeza do mundo - Restolho e depois Trigo... Se é que é possível)!

Cacau disse...

Adoro a maneira como contas estes episódios :)


beijo

Joana é o meu nome disse...

requintada a tua/sua? escrita :D