Responda Se Souber XIII

segunda-feira, junho 4

Numa relação lésbica fingem-se orgasmos?

18 comentários:

GF disse...

uns fingem-se, outros acontecem, outros são inevitáveis, como em qualquer outra relação de qualquer outra natureza.
GF

Hobs disse...

Eu cá isso não sei, que gritar ou gemer para o boneco parece-me um desperdício de uma boa colocação de voz.

Por outro lado, acho que se alguém finge orgasmos, acima de tudo é palerma! Quanto mais fingir menos tem.

Narizinha disse...

Fingir o quê? org... quê? O que é isso???
E depois sou eu quem precisa de bolinha vermelha no meu...
;o

Entre os teus lábios disse...

Depende da pessoa, nunca fingi e não me daria ao trabalho para tal. Mas há e haverá sempre quem o faça. Razão? Talvez para que a outra pessoa fique contente e feliz com uma mentira!

(raio de verificação, estou a precisar de lunetas, só pode)
:p

Anónimo disse...

Gostei Gf...Muito bem respondido:)

blind date disse...

Hobs, Muito bem!

blind date disse...

No universo de relações lésbicas, existe a probabilidade de existirem relações em que se finjam orgasmos, por diversas razões.
Pessoalmente sou honesta, logo, não gosto de simulações.

nippycaos disse...

há mt boas atrizes mas hum...
cmg não me parece lol

claro k acho k dá sempre pra fingir

mas se não houver mm atracção
tamos num jogo de satisfazer as expectativas dos outros e ai é ver quem interpreta melhor uma personagem, e tudo o k vire daí é falso

Prá pergunta- axo k sim, mas era perfeito conhecer sempre com quem estamos ao ponto de não haver hipóteses dessas m*rd*s

Besos

inominável disse...

eu diria que sim... porque é que relações lésbicas têm que ser diferentes das outras?????

DUCA disse...

Claro que se fingem orgasmos nas relações lésbicas como se fingem nas relações heterossexuais!

O facto de as mulheres poderem ser lésbicas não deixam de ser influenciadas pela "ditadura do orgasmo" que impera nos dias de hoje.

Ser orgástica, aliás, multi-orgástica tornou-se um must para as mulheres actuais. "Se não tens orgasmo, deves fazer terapia porque não é normal" e mais, deve ainda saber onde fica o ponto G e, preferencialmente, até já ter experimentado uma ejaculação!

Portanto, toca a fingir orgasmos que, ao contrário do que se pensa, é bastante fácil, pois basta, para tanto, dominar certos músculos que se treinam praticando pompoarismo.

É palerma fingir orgasmos? Talvez! Mas acho ainda mais palerma esta obsessão generalizada pelo orgasmo, como se do orgasmo da outra dependesse a nossa própria satisfação emocional, no sentido de nos convencermos que, afinal, somos umas amantes excepcionais.

Enfim, não podemos negar uma certa tendência para se copiar os modelos de prática sexual dos heterossexuais no que respeita às "vitórias pessoais".

Anónimo disse...

Duca, concordo contigo a 100%. acho de facto que nos dias de hoje se vive a obsessao do orgasmo, e parece que sem ele nada funciona, e convenhamos nao é bem assim, é evidente que é mt bom quando acontece, mas tambem é verdade que numa relaçao sexual o facto de nao acontecer para os parceiros (as) ao mesmo tempo, ou apenas um deles te-lo nao significa forçosamente insatisfasçao daquele(a) que nao o teve. o proporcionar ou nao orgasmos muitas vezes nao faz de nos melhores ou piores amantes... penso eu, posso errada!

Isabela disse...

Claro que se fingem orgasmos. Quando a outra não fode nem sai de cima! As mulheres são maravilhosas, mas, não exageremos, não são todas tão maravilhosas assim! :)

Miss Shirley B. disse...

Impossível!! Assim como é impossível os homens fingirem orgasmos.

Antes um orgasmo fingido na mão que dois verdadeiros a voar.

Jotinha disse...

Como em qq outro tipo de relação mas eu não contribuo para a estatística !! :P

Libertine disse...

1º Fingir orgasmo é uma parvoíce
2º A muitas mulheres que o fazem, vai se lá saber porque! (são umas parvas)
3º Como a Hobs disse: "Quanto mais fingir menos tem."

Resumindo e baralhando, uma mulher não tem necessidade de fazer, á que conversar durante o acto, á que dizer se gosta ou não, á que ter confiança com a parceira para dizer que não teve…

Bj xxl

Wonder Woman disse...

seguindo as palavras da Duca, com as quais concordo em absoluto, deve estar a aparecer por ai uma nova terapeutica sobre o tem :Finja, finja até que atinga!!LOL

BM disse...

xiii, fingir? que desperdício de energia... ou sim ou sopas... e se as coisas nao resultam eu opto pela comunicação dos factos... E uma relação é um fim em si mesmo, não interessa em que equipa se joga, as regras são as mesmas... tanto com o ex como com a ex... ;)

Anónimo disse...

subscrevo todinhas as palavras de gf (aliás, por que obscura razão é que, a fingir-se um orgasmo, seria só numa relação hetero?)

por acaso nunca fingi um orgasmo pela razão apontada pela isabela, embora até ache que seja legítima! :D mas já fingi por sentir que a pessoa com quem estou (homem ou mulher) está a ficar tão triste ou desorientado/a ou ansioso/a para que tal aconteça que isso, claro, acaba por me afectar; digamos que o faço por... generosidade? carinho? sei lá, não gosto de fazer sofrer ninguém. se fizer mais feliz alguém que decididamente não está a acertar naquele momento, para quê manter a frustração, dele/a ou minha?

racionalmente sei que, portanto, já terão fingido orgasmos comigo. dói-me pensar que tal terá acontecido, mas é provável. como tal, prefiro 'agarrar-me' aos orgasmos que tenho a certeza que dei. fico melhor comigo mesma :-)