17 Maio - Dia Internacional de Luta Contra a Homofobia

sábado, maio 17

É hoje! Já agora vale a pena:

Consultar o mapa que assinala os Direitos Lgtbi pelo mundo.
Assinar a petição on-line para a criação de um Dia Internacional de Luta Contra a Homofobia.

17 comentários:

Catarina disse...

Petição assinada ;)

Teresa disse...

Obrigada. 23 432.

Acho os "dias de..." uma treta, mas esta é uma grande causa. Como tal, assino.

kruzeskanhoto disse...

TODOS devem ter os mesmos direitos. E DEVERES também. Coisa que infelizmente muitas vezes nos esquecemos.

Druiel disse...

Kruzes...
Acho que dos deveres niguém se esquece, porque não nos deixam esquecê-los, porém ... esquecem-se que se temos os mesmos deveres, também deveriamos de ter os mesmos direitos.

QJ disse...

Será que é necessário haver o dia internacional da luta contra a homofobia? todos os dias são dias de lutar contra a homofobia, e qualquer outra ideia até que todos percebam que as pessoas, são pessoas pura e simplesmente, que lá por terem uma cor diferente ou por amarem alguém que por coincidência tem o mesmo sexo que elas, não são pessoas diferentes, de uma categoria mais baixa, ou doentes.

São PESSOAS IGUAIS A TODAS AS OUTRAS PESSOAS!

Druiel disse...

Pessoalmente acho que faz todo o sentindo... nesse caso vamos entretanto acabar com o dia da mãe e do pai e dos namorados e da criança e dos animais e do planeta terra e já agora com o Natal, porque ao fim e ao cabo todos os dias são dias importantes. Certo?

Fernanda P. Neves disse...

Olá...
Petição assinada...

Adoro demais o teu blog...

Bjos na bocheca e na pontinha do nariz....

Eu pessoalmente... disse...

Já está! Petição assinada!!

Costumo ler (e reler) o vosso blog, parabéns, está fantástico..

Miguel Barroso disse...

Assinado. Abraços do EU, SER IMPERFEITO e d´A SEIVA.

Rute disse...

esperemos que um dia, ou esse dia, mude alguma coisa no mundo actual e que a palavra igualdade faça parte das nossas vidas...

Bjinhos

Anónimo disse...

Por falar em homofobia:), mandar o pessoal lgbt da cidade (aí uns mil) para um local que só tem duas àreas cobertas (uma de dez e outra de 20 metros de diâmetro) numa noite de chuva, não será homofobia da Lesboa? E adiar o evento, não seria mal pensado, não? Ou será que o pessoal papa tudo (o lixo, a má música, a falta de bares e WCs, etc, etc)?

joshua disse...

Com duas irmãs lésbicas, nunca fui homofóbico. Sou HomóFilo.

PALAVROSSAVRVS REX
(via Isabela, O Mundo Perfeito)

Natur Line Sex disse...

Será que é necessário haver o dia internacional da luta contra a homofobia?
Adar com um texto maravilhoso.Mas o que é evidente para mim, tem pouca importância relativamente ao que se tornou vocábulo corrente.
muito boas, mo' gostou muito, da mesma maneira que o blog, obrigado muito.

Alice disse...

Sonho com o tempo em que não haja mais necessidade de haver um dia contra a homofobia, e que todos sejam aceitos pelo que são, posto que o amor é sublime em todas as suas formas.

Lelo disse...

Podes tar do outro lado da casa, podes tar longe nos teus pensamentos, distraida a jogar pc enquanto eu faço qualquer outra coisa, mas não à nada melhor no mundo do que ter-te por perto... basta-me ver-te de longe e saber-te a uns passos de mim..

Cão Sarnento disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cão Sarnento disse...

Dia disto, dia daquilo... bah! Todos os dias são dias de tudo. Todos os dias são dias de vontade e de falta de vontade. Todos os dias são dias de racistas e de pessoas que não fazem distinções raciais. Todos dos dias são dias de hetero, homo, lésbicas, paneleiros, adúlteros, fiéis, aldrabões, honestos... e o homem e a mulher são tudo isto. Dizem tudo isto uns aos outros. Dizem-no aqueles que o sentem, e às vezes dizem-no também aqueles que não o sentem. Cada indivíduo tem sempre os seus vergonhosos preconceitos enraizados dentro da sua cabecinha. Mas isso não faz de todos preconceituosos. Preconceituosos são apenas aqueles que agem de acordo com os preconceitos que têm dentro das suas cabecinhas em vez de perceberem que os devem guardar apenas para si, pois não contribuem com nada de positivo para o mundo. No meu entender, a simples regra que diz que "a liberdade de um indivíduo termina onde começa a liberdade do próximo" deixa bem clara a política do "vive e deixa viver". Logo que eu não seja prejudicado directa ou indirectamente pelas escolhas/opções/modos de vida de outrém, cada um pode ser e fazer o que muito bem entender. Seja isso no campo da sexualidade, religião, política, filosofida ou em qualquer outro aspecto da míriade de coisas que cada pessoa pode envolver-se. Mas realmente, essa treta de dia disto e dia daquilo... simplesmente é uma palermice para a qual não há um átomo de paciência.