Há sempre tantos caminhos

segunda-feira, junho 30

nota: o título e a fotografia podem não ter nada a ver com o texto. Ou então até têm.

Com isto dos caminhos para escolher não quero dizer que gosto de mulheres por escolha. O que escolhi foi viver os meus amores e paixões plenamente, quer fossem eles homens ou mulheres.

Agora, não me ponham um homem que dança bem e mexe bem as ancas a dançar comigo. Há umas semanas atrás fui ao jantar da Pós-Graduação (o 1º que fui durante todo o ano). A sangria desceu bem e eu já estava bem acelerada. Acabamos todos num bar dançante ao lado do restaurante.

Ah pois é, salsa foi a dança da noite e não é que descobri que um colega meu dança mesmo muito bem. O que posso dizer é *ai* *ai*. Se dissesse que aquelas ancas mexeram comigo estaria a exagerar mas se dissesse "no passa nada" estaria a mentir com quantos dentes tenho na boca.

Em chegando a casa, o álcool ainda a circular no sangue, agarrei no portátil e resolvi enviar um e-mail ao rapaz. *ai**ai*. Havia 4 R's na lista de e-mails da turma. Resultado, enviei o e-mail ao R errado. Quando descobri a falta de pontaria não voltei a tentar... já não havia álcool no meu sangue.

Agora o caminho a percorrer seria o contar ou não à M o que se tinha passado na noite anterior (até porque a meio do jantar e depois de uma qualquer frase minha um colega perguntou "Quem é a M?" e eu respondi muito calmamente e prontamente "É a minha namorada"... claro que dias depois toda a turma já sabia... é o que dá não pensar). Decidi contar e quando ela chegou à praia fiz-lhe o prólogo e o epílogo sem esquecer a entremeada entre os dois. Ela não ficou nem contente, nem triste, nem irritada. Acho que ficou apreensiva.

Poderia não ter contado nada mas achei que devia contar. Qualquer uma de nós sabe que mesmo estando apaixonadas e a amar o mundo exterior existe e as tentações também. O que importa é o que fazemos com essas tentações.

Nota: numa das aulas posterior ao jantar contei ao R o e-mail que enviei por engano ao outro R. Deu para rir e ficou mesmo por aí.

9 comentários:

Espelho d`água disse...

Eu acho que vale sempre mais a sinceridade e foi o que fizeste. Quanto à reacção da tua namorada, deve ser uma mulher com M grande para não se ter passado!!

beijoquita

Anónimo disse...

As coisas que a "salsa" provoca.....
SHANE

scorpion disse...

Eu tb penso cm tu Shaken... Já me aconteceu algo parecido e tb achei que deveria contar... O pior é qd isso mexe mt com a outra pessoa e até com a relação... Felizmente as coisas recomposeram-se pq o sentimento q nos une foi mais forte q as tentações do mundo exterior...!

BJS! :-))

aNa disse...

o tempo dirá os riscos que correste com essa decisão!

fiel.jardineira disse...

Acho que quiseste aliviar a tua consciência... acho que fizeste bem, e tua namorada há-de valorizar isso. :) Bjs

j. disse...

certíssimo.

Αμαζόνες :P Susana disse...

faz me chorar com a verdade para que nao me destruas com a mentira! acho que é a frase indicada

deh disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jessica Smith disse...

Bolas! Porque não são os homens assim, honestos?!
Nem que enfiassem a pistola em coldre alheio nos contariam o feito. lol
Se quando chegar aos 40 ainda não tiver visto um homem honesto (nem é preciso que seja meu. Basta-me simplesmente que ele exista), torno-me fufa! Ora aqui está uma decisão acertada.

A Falhada