Como a minha Mãe me tirou do "armário"

segunda-feira, agosto 7

Ainda não percebi muito bem porque é que ela (a Sr.ª minha mãe) o fez! Deve ser aquela mania das limpezas que as mães têm, e resolveu que devia arejar o armário que já não era arejado à uns 30 anos. Enfim, vamos lá à história, a mais uma vergonha na minha vida, qualquer dia este passa a ser o blog do “há vida em Markl 2”.

Ora, apareço eu em casa com uma namorada nova (sempre fui apresentando as namoradas, como amigas que iam passar o fim-de-semana. A mãe mora numa zona de veraneio, por isso sempre esteve habituada aos fins-de-semana dos meus amigos). Chegamos já tarde, pousámos as malas no hall e sentamo-nos na sala para as apresentações e primeiras conversas antes de jantar, até que fazendo-se hora de jantar, a Sr.ª diz:

Mãe – Vão lá meter as coisas no quarto, já fiz a vossa cama e vamos jantar!

“Já fiz a vossa cama” ressoaram-me as palavras na cabeça (normalmente lá em casa todas as camas estão feitas, e depois logo se decide quem dorme onde), olhei para a namorada com um ar de estranheza (tínhamos estado a discutir como íamos descalçar a bota de dormirmos juntas), ela sorriu como se fosse a coisa mais natural do mundo (outra estranheza, porque supostamente a namorada era “straight” até à uns meses atrás, e nunca tinha estado numa situação destas), seguimos para o quarto!

Dia seguinte de manhã, o meu amigo gay de estimação tinha ficado de dar boleia à minha mãe, que tinha ido pôr o carro à revisão perto da casa dele.

Acordo com o telemóvel a tocar, atendo e segue-se a conversa entre mim e o Meu Amigo Gay de Estimação (que de agora em diante passa a sigla MAGE):

Mage – Mor! Nem vais acreditar a conversa da tua mãe!
Eu – Mas não estás com ela?
Mage – Estou. Mas ela foi ali a uma loja e eu aproveitei para te ligar, é que acho que tens de te preparar para o que aí vem!
Eu – O que me vai sair na rifa agora?!? Diz lá o que se passa…
Mage – Ela vinha no caminho a dizer que “sim Sr.ª esta é muito melhor que a outra, muito mais simpática, com outra cabeça, que está aprovada” e por ai fora… E com a pica com que ela está, prepara-te que vai haver conversa!
Eu – (pânico) Sério? Não podes estar a gozar, estou a acordar, tu não me gozes, tu sabes que eu não consigo pensar de manhã!!!
Mage – You wish darling!
Eu – Ok! M****! Vou acordar e já se vê! You’re an angel, thanks!
Mage – Depois contas-me tudo…

Ok, antes de mais banho, tenho de acordar. Saio do banho e deparo-me com este lindo espectáculo. A mãe deitada na cama com a namorada, as duas na amena cavaqueira. Todo o meu corpo entrou em alerta vermelho, de tal maneira que ruborizei violentamente. Cumprimentei as duas e fui à procura de roupa para me vestir, nisto a namorada levanta-se e vai para a casa de banho tomar o seu duche.

Eu estou a transpirar por poros que eu nem sabia ter, a mãe de sorriso rasgado, deitada preguiçosamente na cama abre as hostilidades:

Mãe – Muito bem, estou a gostar!
Eu – Han? (eloquente, eu sei)
Mãe – Sim, esta é muito melhor que a outra!
Eu - ……….. (queixo a bater nos joelhos)
Mãe – É mais gira, mais madura, tem mais cabeça, e é mais a tua cara!
Eu – Oh mom, não é bonito comparar assim as pessoas, nem eu consigo fazer isso!
Mãe – (sempre contundente) Mas é verdade, e tu sabes!

Não consigo continuar a conversa (já estava enternecida), beijo na mãe, seguido de um “Estou cheia de fome”! E ala que vão elas todas para a cozinha…

Agora digam lá que a mãe não tem pinta?! E último acrescento, ela na altura estava com 58 anitos…

Love you mom! Thanks!

4 comentários:

estreladonorte disse...

Gostei da estória. Sim, senhor, tiveste sorte. Agora quando é que me apresentas a mãezita, hein? ;-) Glup, ela não lê este blog, pois não? :-S

estreladonorte disse...

PS Ah mas devo dizer-te uma coisa (também para demonstrar que percebi bem a noção «straight» que me apuraste ontem à tarde): essa straight portou-se mesmo MUITA BEM para straight. Eu, que não era straight, apareci uma vez em casa de uma namorada cuja mãe andava nos 80 anos, e quando soube que ela lhe tinha dito que nessa semana era capaz de ficar umas noites comigo, e 1que portanto não esperasse por ela, NUNCA MAIS lá apareci. Ainda hoje me sinto esverdear quando me lembro disso :S :S :S

Miss Shirley B. disse...

Deixa-me que te diga: A tua mãe não te tirou do armário, ela EXPULSOU-TE de lá, a ferros!!!

Abençoada Mãezinha...

estreladonorte disse...

Sorte a desta gaja, né?