Lesboa Party III

segunda-feira, fevereiro 19

Entre straights, bis e gays lá combinamos jantar antes da festa. Eu estava com muito pouca vontade de chegar antes da 01:00 à festa, mas como fomos jantar a um restaurante chinês, à meia-noite fomos cordialmente corridos pelos empregados do estabelecimento que queriam começar a comemorar a entrada do novo ano chinês (ano do porco). Assim, nada mais nos restava que rumar ao pavilhão de exposições.

Chegamos perto das 00:30 e a fila para entrar já era respeitável (de toda a forma o tempo de espera não foi muito), pulseiras no pulso, o que sobrava da pulseira na mão para pedir a 1ª bebida, casacos no bengaleiro e ala que vão os 7 festa dentro (todos vestidos para matar, mas sem máscaras).

Primeira paragem logo junto ao 1º bar, habituar os olhos ao barulho das luzes, respirar fundo e começa a noite! Encontrei quase de imediato uma cara do passado que já não via há algum tempo, soube-me bem revê-la! Mas quando acabo a troca de mimos e informações sobre os rumos das nossas vidas, olho para trás e vejo que me encontro abandonada.

Aproveito para deambular pelo espaço enquanto procuro o meu grupo. As primeiras impressões diziam-me que esta festa ia ter mais gente que as outras duas, que o número de homens presentes também ia ser maior que nas edições anteriores (embora muitos estivessem mascarados de mulheres) e que à volta de 30% das pessoas presentes viria mascarada. Não me devo ter enganado por muito!!!

Estive demasiado tempo na festa para conseguir encontrar uma forma lógica de narrar a noite (ok, o álcool também não ajuda). Assim, decidi que neste 1º post sobre a festa fica um comentário geral, nos posts seguintes contarei episódios que foram acontecendo ao longo da noite (não sei muito bem a ordem das coisas, mas assim pelo menos cada episódio contará uma história diferente e coerente).

No geral gostei muito da festa, para mim foi a melhor edição da Lesboa, sei que isto se deve à companhia, mais do que a outro aspecto qualquer da festa.

Os bares conseguiam servir em tempo útil e com doses generosas. A música estava dançavel (não que tivesse dançado muito, prefiro a periferia da pista) para conhecer as pessoas à minha frente e atrás de mim (pessoas que não querem dançar são sempre simpáticas).

As casas de banho estavam aceitáveis, embora com o aumento da afluência estivessem em pior estado que na edição anterior, uma delas só para mulheres, a outra, bem, na outra a coisa já não foi bem assim (seria só para meninos). O tempo de espera rondava os 10 minutos, tempo aproveitado para conhecer as pessoas à minha frente e atrás de mim (pessoal aflito é sempre simpático).

Senti falta das mesas de voto (as caixas para comprar as senhas de bebida) tinham sido uma aposta conseguida na edição anterior, com umas caras lindas e simpáticas a atender o pessoal, não entendi porque desapareceram, mas custaram-me uns bons 20 minutos (de cada vez) na fila para comprar senhas, tempo aproveitado para conhecer as pessoas à minha frente e atrás de mim (pessoal com sede é sempre simpático).

Senti falta da Sr.ª dos shots à entrada da festa com o seu piano, foi substituída por um Sr. montado numas andas e um carro antigo em exposição, ambos serviam o único propósito de estar ali (eu não sou apologista de em momento nenhum se substituir uma Sr.ª por um Sr., muito menos quando a Sr.ª está bem vestida, é simpática e oferece um shot, pelo seu lado o Sr. limita-se a ficar muito alto) “Quero a Sr.ª de volta”!

22 comentários:

Marlene disse...

A festa foi o máximo!!! Amei!!!
Por acaso não levavas Miss Shirley B. com uma trela? Não, não é uma ofensa, é que realmente vi uma mulher e um homem assim,quase quase quase sado-maso...e pensei que pudéssem ser vocês...:)
Que venham mais Lesboas!!!

Always disse...

Eu não achei piada nenhuma à festa. Só achei piada às meninas do bar, mas pronto, essas estavam a trabalhar. A música não tem comentário possível, ao nível de um bar de fronteira. Que Lisboa tão triste quando uma festa gay é tão pouco glamourosa! Por acaso a organização tem alguma ideia da noção de 'ESTILO'?...

Vá chamem-me de nomes que eu gosto. O que não gosto mesmo nada é provincianismo armado em grande acontecimento! Situem-se na Europa, façam um esforço.

(' ') disse...

Ah, pois, as meninas do bar!
Ah, pois, particularmente, uma do lado de cá, vestida de negro integral, com um decote generoso...E, ó tragédia, trazia mascarilha!
Ah, pois, ficou de orelhita arrebitada qd viu o desagrado que a música nos provocava.
Será que pertencia à organização?
Intrigou-me.Mas, confesso,aquele decote só me fazia pensar mesmo era em ir para casa "sintonizar a rádio xangai"...

;)
Always, again coberta de razão e nunca pensei dizer isto assim tão á vontade pq o "estilo" e eu sempre tivémos uma relação difícil.
Só que, numa palavra, efectivamente, o q falta à lesboa é 'style'.

Algo me diz q farão um esforço, esperemos.

Paula disse...

Devo dizer, que foi a primeira vez que fui a uma edição do Lesboa, e que tenciono voltar nas próximas, quando mais não seja para poder ter termo de comparação!
No geral gostei!
A música... podia ser MUITO melhor, porque afinal de contas existe tanto som bonito e digno de uma festa assim, e não houve muita imaginação na escolha nem decência nas passagens de umas músicas para as outras. Mas claro, o convivio, esse não foi impedido pelo som, e isso foi p melhor da festa! Vivam as miúdas simpáticas da festa: Leonor e Clarinha foi um prazer conhecer-vos. Obrigado a todas as outras pela companhia. Voltaremos a estar juntas concerteza!

DUCA disse...

Sempre critiquei a falta de glamour da Lesboa Party, com excepção da primeira edição que teve uns pózinhos do dito. Por vezes, penso que as pessoas já não sabem o que isso é, portanto não me vou alongar mais sobre isso já que os tempos do "Lesbian Chic" se dissolveram pelos anos 80.
No entanto, em minha opinião, esta Lesboa foi a melhor das três edições. Nota-se um esforço por parte da organização em melhorar de edição para edição e tem conseguido.
Sorry, always, mas gostei da música e garanto-te que de provinciana não tenho nada! Não gostei foi do som e das passagens de umas faixas para as outras.
Como a AR também quero a Senhora dos shots de volta.

o eu do território disse...

a senhora dos shots não estava a servir shots mas sim a colocar-vos as pulseirinhas na entrada!

Always disse...

Duca,

Tenho a certeza de que de provinciana não tem nada, até porque pude constatar ao vivo o que me diz (eu estava com a Blue, recorda-se?).

Mas tem de concordar comigo que uma festa do género exige um bocadinho mais de bom gosto e glamour em vez do amadorismo que a marcou do princípio ao fim. Claro que os gostos se discutem no que diz respeito à música, ou outra coisa qualquer, e ainda bem. Eu não gostei por milhares de razões - um DJ tem obrigação de ser mais do 'a pessoa que põe a música numa festa de garagem a partir dos discos que a malta empresta'. Os anos 80 tiveram coisas melhores do que Lionel Ritchie, só para citar um exemplo. Se é para brincar aos anos 80, então e os Erasure, os Eurythmics, Yazoo, Culture Club, Dead or Alive, Communards, Abba, ABC, New Order... Gloria Gaynor? Enfim a falta de imaginação na organização de uma festa gay é imperdoável!

Foi a primeira vez que fui a uma Lesboa Party - chocou-me a falta de 'style'! Fiquei envergonhada com a falta de contemporaneidade que transforma Lisboa numa aldeia bem longe do cosmopolitismo da Europa do sec. XXI.

Bjo

Citadina disse...

O que eu acho é simplesmente: melhor haver Lesboa que não haver. Nenhuma das edições foi assim tão má e têm vindo a melhorar sempre. Na minha opinião, até foram todas muito boas, se compararmos com o deserto que é Lisboa em termos de iniciativas LGBT desta dimensão. Então se formos analisar mais especificamente na prespectiva lésbica, só há uma conclusão possível: faltam MAIS iniciativas assim. E é mais fácil criticar que fazer. Eu por mim dou os meus parabéns à organização e deixo as minhas críticas e sugestões no blog deles, que é onde as considero mais eficazes.
Aqui, deixo os meus parabéns a ESTE blog, que é uma agradável descoberta.
P.S. - Para stile e glamour estava lá eu :-)

Anónimo disse...

hi lesbians!!!
foi mais uma edição...já foi e eu ainda não consegui conhecer nenhuma menina!! Será porque o meu par querido parece mais uma lapinha do que o mexilhão?
Um comentário só : fico doida quando entro num private party e existem câmaras sem previo aviso!!!
Irritam-me as criaturas que tiram fotografias especialmente quando são agressivos à pergunta natural: a quem e para quem tiram fotos?
Vá lá que o jovem da câmara de filmar respondeu que filmava para a produção...
bjcas gajas e espero conhecer alguma!!!

Libertine disse...

Bem devo dizer que estive em todas as edições da Lesboa Party. Para começar, para uma festa de carnaval não esteve lá, onde estava o Samba?(eu não gosto de musica Brasileira, a não ser no Carnaval)`
É verdade que na 1ª festa falhou muita coisa, mas que sejamos realistas, onde estavam as mulheres lindissimas que estavam presentes na 1ª edição?e na 2ª?
Neste edição não havia mulheres sensuais.
Musica dos 80? Para uma festa de carnaval? Por amor de deus...sem comentarios.
As passagens das musicas?ui Mas afinal o Dj é profissional ou amador? Alem de não haver diversidade de bebidas, agua, sumos, cerveja, martini, vodka e o resto?
Outra coisa que notei, porque que as mulheres ñão se produzem? Cuidam da aparencia? Podem não ser beldades, mas de certeza que hã algo bonito que possam realcar, boa?
Para terminar, tive dificuldades em retirar o carro do parque pois estava cheio de camiões Tir.

Bj xxl

nippycaos disse...

por favor que comentario; mas pelo menos tu devias estar uma bomba

eu gostei da festa! a musica nao me lembro mt mas devia tar relax pq nao me aborreceu eheh
e aconteceu_me o mm qd tentei escrever sobre a festa; lembro_me da entrada; da primeira horinha e dp e uma mistura de episodios ;)

mas ir mascarada tem o seu gozo ;)))

As vossas vizinhas disse...

Girls,

Já viram que saimos no jornal 24 Horas?? Sim de dia 19. Pelos vistos não há o cuidado de avisar que há profissionais da impressa presentes. Esperemos que tenha sido um incidente..uma distração da organização. A festa foi óptima e aqui as vossas vizinhas divertiram-se à brava. Aguardo os episódios da AR, pode ser que me tenha cruzado com ela.
Fiquem mto bem.

Narizinha disse...

Boa festa sim senhora!
Ainda não disseste de que foste mascarada!!
Conta, conta, vinda das Arábias, não te inspiraste e foste de odalisca?
:o)

Morgan disse...

Para "As vossas vizinhas"... Profissionais da imprensa é que de certeza que não lá faltavam ;) E nas outras, apesar de não ter lá andado, também (ai os trabalhadores dos media e os "alternative lifestyle")...

Mas anyhoo fui pela primeira vez (terei feito parte do acréscimo masculino nesta festa, apesar de não ir mascarado) e gostei muito da festa.

E sem comentários para quem esperava Culture Club ou Abba dessem mais "style" à party... Que tal fazerem uma black tie lesboa party com uma banda de salão a tocar valsa?
Até podia ser uma festa de Carnaval... de Veneza. Há lá party com mais "glamour"?

Miss Shirley B. disse...

Infelizmente(!!!!) não pude ir (portando Srºa Dona Marlene: não era eu de certeza que estava de trela!!!hahahah)

Já reparei pelos comentários das presentes que não se chega a um consenso acerca da noite, e ainda bem, mas concordo 100% com alguns coments que salientam o facto de ao menos haver esta iniciativa, senão continuaríamos na maior "parvalheira".

Na próxima edição vou lá estar! É que o Carnaval, decididamente, NÃO é para Miss Shirley.

Marlene disse...

Peço desculpa Miss Shirley!!! Mil perdões!!!lol
É que isto da internet faz com que criemos uma certa imagem das pessoas, dos autores dos blogs, na nossa cabeça...e quando vi aquele lindo de trela...amei! E lembrei-me de vosmecê!lol

Baci

Bazar da Cusquice disse...

amori que festa foi essa??
só vi o baile da freguesia e na tinha moçoilas bonitas só a tia joaquina é que estava boa como o milho.
na percebi nada do teu texto, que são shots???
Bom amoriiii olha o que interessa é que te tenhas divertido
beijos da peixeira

G.love disse...

Ainda bem que te divertiste. Uma triste questão: têm algo contra gays? Tenho sentido a vossa falta pela minha "casa"...

Jotinha disse...

Beijos nossos! :o)

Hobs disse...

Também achei mal terem tirado a senhora dos shots e eu não bebo shots. :P

indigo des urtigues disse...

A Senhora dos shots estava lá! Mas à entrada...disfarçada de diabinha e sempre muito simpática!:P

Be Yourself disse...

Aqui fica a indicação de um novo blog que conta já com uma reportagem sobre a Lesboa Party:

http://beyourselfblog.blogspot.com/

Just be Yourself