É um bocadinho triste isso é!

sexta-feira, fevereiro 20

Gosto desta mulher!

Apesar da brilhante argumentação (ide ver o que escreve a Fernanda Câncio no DN – via Rita Cacao), e de muitos acharem que sim, que temos toda a razão e que devíamos ter todos os direitos, quer a coisa se chame casamento ou outra coisa qualquer, depois temos uma larga facção da sociedade a quem este tema do casamento entre homossexuais já chateia. Porque dizem que se deveriam estar a discutir outros assuntos (não invalida que se discutam na mesma), porque acham que é uma manobra política de diversão e deixa cá entretermo-nos todos com discussões "fracturantes" e "filosóficas" até termos assuntos mais mediáticos.

Mas a culpa de tudo isto não é nossa, que eu saiba ninguém pediu a jornais, televisões, revistas, blogs e tudo por aí fora para dedicarem o seu tempo a escreverem a favor ou contra o casamento entre homossexuais. Por mim nem havia discussão, a lei passava, eu casava-me e ponto. Como em todos os temas éticos e sociais sobre o qual a Igreja tem uma posição imutável, esta questão nunca irá ser pacífica na sociedade até daqui a umas quantas gerações (como não foram certamente pacificas as alterações legislativas que atribuíram direitos às mulheres e às pessoas de raça negra, como refere e bem a Rita Cacao). E como a sociedade adora uma boa disputa, melhor ainda se houver humilhados e feridos, acho que já nem importa de que lado, cá vai de alimentar os ódios de estimação e dar tempo de antena a quem de outra forma nunca o teria.

Interessa-me alguma coisa aquilo que um qualquer burgesso que nem ler ou escrever sabe pensa sobre o facto de eu me querer casar com a mulher que eu amo? Interessa-me que ele ache que todos os homens homossexuais andam por aí disfarçados de mulheres e que todas as mulheres lésbicas se pareçam com camiões de 8 rodados e já agora com bigode e barba farfalhuda? Não, nada, zero!!

É uma questão de direitos fundamentais, nós somos uma minoria que nunca será aceite como igual pela facção conservadora da sociedade (que provavelmente ainda hoje não digere bem a igualdade de direitos entre homens e mulheres, entre brancos e pessoas de raça negra), e sendo Portugal um país laico, onde existe uma clara e intencional separação entre estado e Igreja, não devia sequer estar a haver discussão de espécie alguma!

12 comentários:

Queen Dizzy disse...

bem dito.

sara cacao disse...

Até poderíamos ser tod@s camiões e eles disfarçados de mulheres que ainda assim: acesso ao casamento civil já!

:)

M. disse...

Assino por baixo!

E já agora lanço uma questão, neste momento que se fala do acesso ao casamento civil por pessoas do mesmo sexo, fui surpreendida por uma situação que desconhecia por completo. Os homossexuais continuam sem poder dar sangue, por serem considerados um grupo de risco. A verdade é que nunca tinha pensado sequer na hipotese de isso continuar a acontecer, até que um amigo próximo foi inibido de o fazer. Ainda lhe mostraram um papel onde afirmavam que não era discriminação pois as mulheres homossexuais podiam dar sangue. Fiquei chocada com esta situação. Penso sinceramente que chega a ser mais grave que a questão do casamento. A lei que permite uma coisa destas é completamente discriminatória e não faz qualquer sentido.

Andei a investigar e parece que em Janeiro de 2009 o Bloco de Esquerda apresentou um projecto para que revissem essa Lei e permitissem de uma vez por todas os homossexuais de doarem sangue, curiosamente o projecto foi chumbado em Assembleia...pelo PS!

Peço desculpa pela intromissão e ter levantado este tema que foge um bocado ao assunto do Post mas achei importante partilhar estas "indignações" neste espaço!

E já agora, gosto muito do blog. ;) *

outra disse...

Palmas para o segundo parágrafo! Bom texto, totalmente de acordo.

:)

baresi88 disse...

São mulheres, homens, amam-se, têm o direito a casar-se e ponto final.
E a igreja devia ser extinta. e este governo deitado abaixo.
e desculpa, mas isto é assim, este assunto só veio à baila, porque a sondagem do ps não chega ao sócrates, então há-que dar o direito aos homossexuais e ir roubar-lhes uns quantos votos.
....

baresi88 disse...

Sorry escrever outra vez, mas como foi dito anteriormente sobre a questão do sangue, isso leva a que o que eu digo seja correcto.
Ninguém merece ser tratado assim. Temos uma sociedade horrorosa, um governo que não presta, e vai demorar a mudar ideias, hábitos, pensamentos. Mas espero que os mais novos sejam mais bem educados que os pategos dos preconceituosos que para ai andam aos pontapés.

Helena disse...

Quem disse que ninguém pediu para se escrever tanto sobre tudo isto? ;-) então e o Lobby Gay não existe??? Ando a pagar as minhas quotas para nada???

Portugal é um país de pessoas maioritariamente medíocres, ignorantes e retrógadas ...
Seja como for, um dia ser-nos-á dada a opção de casar. Mais tarde ou mais cedo isso irá acontecer. Pena é que venha a ser tirada a forceps!

HM

Anónimo disse...

Não percebem nada do assunto. Continuem como estão.
Nem simples nem com gelo.

Viking

Bru disse...

Uhu! Sean Penn ganhooouuuuu!

M. disse...

Ainda sobre o assunto da doação de sangue, se for do vosso interesse, assinem a petição online:

http://www.peticao.com.pt/ver-assinaturas.html?peticao=324

temos de começar por mudar alguma coisa, para que o Mundo seja um lugar melhor.

***

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

bem, o casamento civil já existe no brasil, ou o contrato de união estável.

simples assim: voce vai no cartório e declara que vive maritalmente com a fulana de tal.

porém, as empresas ainda não reconhecem esse direito. O estado em alguns casos se v~e obrigado a aceitar.

mas se preciso for, vamos pra rua... só não queimo o sutiã porque não tenho mais 18 anos... e o chão deve tá frio demais pros meus peitos

kkkkkkkkkkkkkkkk

bons tempos os nossos.

Palanka disse...

bem dito, mas ja chateia...