Conversas Estranhas!

segunda-feira, março 5

Depois de fazer uma volta pouco habitual pela noite de Lisboa, surge a ideia de ir conhecer o novo espaço que abriu na capital “Maria Lisboa” (disseram-me que não é espaço LGBT, mas olhem que disfarça muito bem e não fui a única a pensar o mesmo, como veremos pela insólita conversa tida com um estranho). O espaço é giro (antigo “Rock Line”, mas está maior) “clean”, staff simpático e o público presente era pelo menos 80% da equipa, muito mais homens que mulheres, gostei, hei-de voltar, parece-me uma boa alternativa ao clássico “Trumps”, e com um ambiente muito melhor que o “Poison” (como de música não entendo nada, escuso-me a comentar, apesar de dizerem que é boa).

Lá estava eu, acompanhada, juntinha ao bar quando de repente, tocam-me no ombro, volto-me e estão dois rapazes a sorrir, o mais baixinho e simpático, desfere a seguinte pergunta:

Estranho (a sorrir) – És hetero? (o normal seria perguntar se sou homo, por isso, imaginem o público que se encontrava no espaço)
Eu – Não! (dah)
Estranho – Será que não há uma única mulher aqui que seja hetero?
Eu – Pois, não sei! Já perguntaste a todas? (podias tentar e sair de ao pé de mim)
Estranho – Quase todas!
Eu – Talvez seja melhor apostares noutro tipo de espaços, tipo Kapital, Kremlin, Lux, não sei! (ou ir para casa dormir e sonhar)
Estranho – Tu nunca vais para a cama com homens?
Eu – Não!
Estranho – E ela está contigo?
Eu – Está!
Estranho – Posso fazer uma proposta?
Eu (mau) – Diz lá!
Estranho – Eu tenho dois quartos lá em casa, vocês vêm connosco, cada casal fica no seu quarto e depois, a meio, trocamos!
Eu – Não achas que seria mais fácil mudares de sítio e encontrarem umas miúdas straights? Do que estares a tentar virar lésbicas, especialmente, quando estão uma com a outra? (ou ir para casa dormir e sonhar que um dia vais conseguir)
Estranho – Oh vá lá! Anda lá! Vais ver que vão gostar!
Eu – Tu não estás bem de certeza! És um homenzinho Estranho! E pior, tens-te em muito boa consideração. Mas grave, grave é achares que a tua proposta é aliciante. (vai lá dormir e sonhar, vais ver que corre melhor)

Simpaticamente despedi-me (engraçado como não consigo ser antipática com gente estranha, e apesar de tudo, o rapaz, embora, estranho e delirante era simpático, e eu já estava alcoolicamente bem disposta) e segui com a companhia para outra zona.

(Não ficou por aqui, continua amanhã, espero!)

11 comentários:

The City Lights disse...

Ola AR,

por acaso fui á inauguração (5ªfeira) do Maria Lisboa!A dona do espaço tem também outros espaços na noite de Lisboa nomeadamente os Labios de vinho....INOX.....entre outras coisas.....e faz parte da classe!

O espaço apesar de estar a ser divulgado inicialmente como gay friendly......é seguramente um espaço alternativo gay....e claro está....ao trumps....que ultimamente tem tido um ambiente menos usual do antigo trumps (tempo do Artur....velhos tempos!)

O espaço esta definitivamente muito giro....com alguns shows intervalados, e de qualidade.....sem ser aqueles shows de travecas de 3h e meia em q o pessoal ja nem os consegue ouvir....e a musica esta bem!

Falta a divulgação.....e apesar de estar longe do Bairro....é um local definitivamente a apostar!
Fazia falta um espaço (novo) gay.....sem ter de estar a ouvir constantemente esse tipo de conversas!Eles hao-de perceber....penso eu!!!

Uma beijoca miuda gira

As vossas vizinhas disse...

Boas AR,

Que óptima novidade! Lá estaremos em breve para dar um ar da nossa graça à "Maria" (e a todas as outras...lol) em "Lisboa".
Bjos
Inha

DUCA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
DUCA disse...

AR, The City Lights e As Vossas Vizinhas, nenhuma de vós disse onde fica a Maria Lisboa (morada mesmo) pois não faço ideia (ou já se me varreu da memória) onde era o antigo Rock Line!

AR, a cena que te aconteceu a ti, aconteceu-me no Lesboa de forma um bocadinho pior. Por mais que eu quisesse estar mascarada de marialva, o meu indisfarçável ar de femme faz sempre estragos para o lado que eu não quero. Um puto passou cerca de meia hora a chatear-me a cabeça dizendo que estava muito triste porque nem homens, nem mulheres lhe ligam pêvas. Então, esteve a contar-me as suas mágoas e a perguntar-me se eu não quereria "consolá-lo". Tive que espetar com um beijo numa amiga (que só é mesmo minha amiga e estava a perceber a minha difícil situação) para que o gajo acreditasse que eu nunca o "consolaria" e, lá acabou, desgostoso, por se ir embora. Ainda dizem que a vida das butches é que é difícil, eu, hein?!

wind disse...

Bem, aguardo continuação:)

Paula disse...

Homenzinhos estranhos e desesperados, provocam belas gargalhadas. Estiveste muito bem AR. Não teria tido respostas melhores.
Aguardo novos capitulos...

I. disse...

Olá,
para todas.
Realmente, o novo espaço "Maria Lisboa" na rua das Fontainhas, inaugurou na quinta-feira, com uma festa fantástica, muita qualidade e gente gira. Acredito, tal como as Lesboa Party, venha a ter muito sucesso. Quem está a gerir o espaço percebe do assunto e pelo que vi, rodeou-se de uma equipe de qualidade. Será definitivamente, um lugar de eleição, diferente, alternativo, que até hoje nunca existiu em Lisboa. Numa escala de 0 a 10, atrevo-me a dar 11.
Ar, desculpa mas o "poison" é decrépito, o "trumps" tendo sido um local muito engraçado, não passava de uma cave, cheia de humidade, onde terias de beber uns bons copos para aguentares a noite toda.

DUCA disse...

i

Obrigada pela informação!

Boo disse...

Estive a "folhear" este blog... a AR tem mesmo uma forma especial de contar histórias, de forma cativante e divertida... vou aparecer mais vezes!! :))

Jotinha disse...

lolololol...fantástico! Aguardo pelas cenas dos próximos capítulos!

Bjssssss

a disse...

O que se segue?... estou curiosa!