Facadinhas

quarta-feira, março 4


Frequentemente em debate, nas mais variadas conversas, é tema a traição: que todos traímos, que a monogamia é para poucos, que o pensamento já conta, que o beijo não conta, que quando é só cama não conta, que é a mentira a verdadeira traição... Enfim, na verdade os conceitos variam, os pesos e as medidas também. Os que não traem têm pouca credibilidade, parece que ninguém está livre dessa tentação.

Embora ache que generalizar é redutor e sem dar a minha opinião à partida, é corrente as relações acabarem porque uma das partes já tem uma nova candidata/o. Nas relações lésbicas esse parece ser o mote quando a coisa vai mal. A opinião é geral: malas aviadas para outra casa, com outra pessoa. Mas na malta mais jovem os conceitos são diferentes, leva-se mais tempo na "curte" e que nada é para sempre.

Estará o amor fora de moda? Amor para sempre, enquanto durar? Medo da solidão? Casamento por conveniência?

Não acredito!!

14 comentários:

Smootha disse...

Realmente nos últimos dias, muito tenho lido acerca do tema.

Uma Loira sem principios disse...

É simples... amar, ama-se uma pessoa... F**** as que a pele pede... e gerir isso de forma aberta ... nunca foi tão bom...

Bjs...L

Piloto Automatico disse...

Acho que a palavra mais acertada que li neste post (sem querer de todo desfazer) foi a palavra "redutor", tudo o resto foram tiros ao lado, nada mais que generalidades inconclusivas.
De facto tem sido tema recorrente...
Bjs
F

Sara Valentte disse...

Amor fora de moda? Essa expressão está (felizmente) fora do meu vocabulário. O que não quer dizer que o tema das facadinhas nunca tenha vindo à baila. Na verdade é algo que tenho já esclarecido na relação em que estou, mas cujas arestas se vão limando à medida que se torna necessário :)

Congrats pelo blog!

Isa disse...

Eu acho que o amor está sempre na moda.
Mas noto que há cada vez menos gente disposta a abdicar e a fazer cedências pessoais a fim de fazer uma relação a dois resultar...

Maria Papoila disse...

"Vamos aproveitar o concerto de Lisboa da Simone e Zélia Duncan para expressar o nosso apoio ao casamento entre pessoas do mesmo sexo usando o nó branco. Faz o teu e usa-o no concerto. Divulga entre os teus amigos".
(www.whiteknot.org)

Inconstante disse...

Não acho que o amor esteja fora de moda, acho que ainda estamos a tentar encontrar um meio termo...se antes havia uma parte que cedia tudo, agora ninguém quer ceder nada, e achamos que isso pode resultar! Havemos de lá chegar...

AlmaAzul disse...

Na minha opinião a estabilidade das relações foi diminuindo ao longo do tempo na medida inversa em que aumentou a facilidade em conhecer pessoas novas. Ou seja está intimamente relacionada com o desenvolvimento dos meios de comunicação. Não quero contudo dizer que depende apenas disso. Os valores estão em constante mudança. Por exemplo, o número de católicos praticantes decaiu acentuadamente e isso não pode deixar de se reflectir nos valores da sociedade.
“Estará o amor fora de moda?” – parece-me que sim.
Amor para sempre, enquanto durar? – na maior parte das vezes, o que dura uma paixão.
Medo da solidão? - O medo da solidão parece-me que só se manifesta depois de uma determinada idade, na Maio porte das vezes.
Casamento por conveniência? - Conheço muita gente que casa para pagar menos impostos. Tenho uma amiga que diz: Se não houvesse interesses o casamento não seria um contrato.

Jéssica disse...

Ainda a poucos dias sobre isso falava.E o que eu dizia é que acho tão raso isso ser o mais comumente discutido na relação.O mais almejado: a fidelidade.E com isso não estou dizendo que não sou de acordo a monogomia.Sim, eu sou.Mas as pessoas só vão até aí?É esse o grande objetivo de se relacionar, manter-se fiel?Esse o grande desafio?

Ah...é realmente muito pouco!

Misty disse...

Na realidade manter-se fiel não é a única coisa que as pessoas fazem como prova de amor, mas se estamos com alguém qual é a necessidade de andar a comer por ai?

O amor na minha opinião está cada vez mais esquecido, o porque?
Ainda não sei.

suspiro disse...

Afinal é o amor que está fora de moda ou é a traição que está na moda?

Miranda disse...

Ui... pois! Para mim no Amor não cabe traição, e pessoalmente acredito no Amor para sempre mas cada um sabe de si e quem sou eu para julgar os outros não é?

Mas tou contigo, também não acredito que o amor esteja fora de moda! :)

L. D. disse...

Eu acredito que as pessaos estão fikando a cada dia mais e mais intimistas, sem querer abrir concessões de nada ou ninguém para dedicar-se a uma coisa mútua. As pessoas hoje em dia não se entregam. E como eu acredito que não exista amor sem entrega, então eu acho sim que os valores atuais apontam muito mais para um amor "fora de moda" ao mesmo tempo que colocar o "fikar com todo mundo" ou "fazer aquilo que se tem vontade em voga".

Mas eu creio que como o ser humano não nasceu pra fikar sozinho, da mesma forma que os valores chegaram a isso, logo mais (daqui a uns anos) eles inverterão novamente e o amor vontará a moda, porque, e essa é somente minha opinião, CANSA pegar soh por pegar, logo mais de e de forma geral, as pessoas vão tender a sentir falta do sentimento maravilhoso que é o amor.

[fika bunito dizer assim, eu soh espero não estar enganada]

p1ngger disse...

Sociedade de consumo: consome-se e oferece-se sexualidade disfarçada de amores e afectos...